DOI e ISSN

ISSN: Para que serve o código das revistas científicas?

O International Standard Serial Number (ISSN) é um código numérico que constitui um identificador único para revistas e periódicos, não necessariamente científicos, sendo que até mesmo blogs podem receber a certificação. Esse código é único e intransferível, assim como o DOI ou o nosso CPF, e não pode ser utilizado por outro título a não ser aquele ao qual foi atribuído.

O ISSN é gerido pelo Centro Internacional do ISSN e no Brasil é representado pelo Centro Brasileiro do ISSN (CBI), que é uma unidade do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Até 2016, o Catálogo Coletivo Nacional de Publicações Seriadas (CCN) do IBICT registrava 12.037 ocorrências de títulos no país.

O uso do ISSN garante ao editor uma visibilidade qualificada ao periódico, dando mais facilidade para a busca em bases catalográficas e de bibliotecas (eletrônicas ou físicas). A emissão do número pode ocorrer tanto para periódicos disponíveis apenas eletrônicamente quanto os periódicos impressos. Caso o mesmo periódico seja publicado em ambas mídias, são atribuídos dois números diferentes, um para a versão impressa e outro para a versão digital. Observe-se que revistas de acesso aberto, híbrido ou restrito podem ter seu ISSN, assim como o DOI. Para emitir um ISSN basta seguir algumas regras básicas de formato do periódico.

Caso você tenha a sua revista hospedada conosco, ou esteja publicando anais de eventos com o Galoá { Proceedings, o Galoá lhe ajuda na requisição e adaptação do periódico para que a revista tenha  o seu ISSN! Entre em contato conosco para mais informações.

Quer saber mais sobre os códigos de identificação das publicações científicas como o DOI? Então confira nossa página de perguntas mais frequentes e publicações sobre o tema: