Eventos

Quais são as diferenças entre os eventos científicos?

Os eventos técnicos e científicos são importantes para continuar o amadurecimento e debate de diversos assuntos da ciência, como também para melhorar inovações tecnológicas.

Isso porque a pesquisa realizada apenas dentro das salas de aula ou em um laboratório, sem discussões com pessoas que não vivenciaram o momento de construção de um estudo, não está completamente concluída justamente por não passar pela avaliação de seus pares como ocorrem nos debates de eventos e revistas científicas.

Muitos desses eventos científicos também permitem que os debates continuem por meio da leitura de anais, que têm se popularizado mais com a publicação online, permitindo que mesmo pessoas ausentes tenha uma compreensão geral sobre os trabalhos apresentados em alguns desses encontros.

Normalmente, os trabalhos publicados em anais são sobre o andamento ou resultados de pesquisas, normalmente apresentados em comunicações orais ou pôsteres. Esse tipo de discussão também são importantes para os pesquisadores já terem no momento das apresentações um retorno ou dúvidas de seus pares.

No entanto, em um ambiente com tantos eventos científicos com nomes diferentes, pode-se gerar certas confusões sobre os tipos de encontros acadêmicos que existem, bem como algumas atividades que ocorrem durante eles.

Cada evento ou atividade científica acaba tendo um objetivo diferente e que pode ser previsto segundo seu nome. Para ajudar quem ainda tem dúvidas, reunimos aqui os principais tipos de encontros científicos brasileiros, ou seja, os que ocorrem com mais frequência. Confira:

Congresso

Os congressos podem ter portes regionais, nacionais e até mesmo internacionais. Normalmente eles têm a duração de apenas alguns dias, que costumam comportar diferentes conferências, mesas-redondas, simpósios, comissões de debate, sessões de apresentação dos trabalhos nas comunicações orais ou em pôsteres e, até mesmo, minicursos ou confraternizações como coquetéis e jantares, entre tantas outras atividades.

É comum os congressos serem organizados por entidades ou sociedades consolidadas sobre um tema “guarda-chuva”, que abrange diversos eixos temáticos complementares. Os congressos podem ser eventos com carácter mais técnico ou científico.

Imagem de congresso

Semana

Com as mesmas características de um congresso e também organizado por entidades que representam uma categoria, no entanto, (como indicado pelo nome) não dura apenas alguns dias, e sim uma semana inteira.

Jornada

Podem ser considerados como “mini congressos”, ou seja, são organizados por sociedades responsáveis por uma área mais ampla de pesquisa técnica ou acadêmica, mas menores e mais regionais que os congressos. As jornadas podem ocorrer periodicamente com esses mesmos grupos regionais em épocas diferentes dos congressos de suas áreas a fim de os complementar e não “competir”.

Simpósio

Os simpósios são reuniões de um determinado grupo científico, técnico ou artístico com a intenção de fomentar debates sobre um campo específico. Ou seja, os simpósios são mais específicos que congressos, por isso em um congresso pode haver muitos simpósios.

Os simpósios são derivados das mesas-redondas porque sua intenção não é apenas fazer uma conferência (apresentação sanando dúvidas), mas realmente um debate entre pares. Durante os debates, a figura de um moderador também é importante para que o tempo de discussão não ultrapasse o limite e também para controlar ideias divergentes entre os debatedores. Durante essas discussões, o público ouvinte também tem espaço para realizar perguntas.

Hoje, é comum encontrar simpósios que agregam além de mesas-redondas a apresentação de trabalhos sobre um campo específico de pesquisa.

Conferência

As conferências normalmente são reuniões com intenção de informar sobre um tema e nas quais o conferencista é uma autoridade com amplo conhecimento sobre o objeto apresentado, podendo ser de carácter técnico, científico ou artístico. Em seguida, o conferencista costuma responder às perguntas do público, enviadas e identificadas por escrito ou realizadas oralmente no final da apresentação, momento aberto para as indagações.

Muitas conferências podem ter mais de um participante com uma pessoa moderando as apresentações e perguntas do público.

Imagem de conferência

Colóquio

Esse tipo de atividade se diferencia das demais por ser mais informal, logo, coloquial. Normalmente é um encontro mais fechado a um grupo de pessoas especializadas a fim de prestar esclarecimentos sobre um tópico ou com ciclo de palestras.

Workshop ou oficinas

São apresentações seguidas necessariamente por uma demonstração para que o público inscrito possa praticar o que foi discutido e assim adquirir mais experiência.

Minicursos

Muitos eventos científicos e técnicos oferecem minicursos que duram o tempo do evento para aulas sobre o tema apresentado. Os minicursos podem ter o formato de oficinas, mesclados com atividades práticas, dependendo de como a organização estabeleceu para atividade.

Seminário

Os seminários são reuniões com apresentações orais seguidas por discussão. Normalmente existe um tema central que é dividido em subtemas que serão expostos por membros de grupos de estudos, similar as sessões de apresentação de trabalhos que ocorre em algumas disciplinas de cursos. Os seminários também podem ser representados em congressos e simpósios como as sessões de comunicações orais, visto a similaridade do formato.

Pôster

As apresentações na forma de pôster se refere a exposição de um cartaz com o resumo de uma pesquisa acadêmica. O expositor deve estar presente ao lado do trabalho para tirar dúvida de quem estiver no evento. Normalmente, os expositores também passam por uma arguição de avaliadores da área.

Painel

Como painel remete a uma ideia de exposição, alguns eventos acadêmicos acabam generalizando pôster e painel como uma mesma atividade. No entanto, os painéis acadêmicos são debates limitados a poucos especialistas de um mesmo tópico, com a presença de um moderador, nos quais não há espaço para a interação com perguntas do público, ou seja, é um modelo diferente de exposição.

Palestra

Similar às conferências, no entanto, menos formal. Pode-se considerar como uma apresentação ou conversa sobre um tema da área de conhecimento dos interlocutores, ou seja, a plateia comparece com a intenção de buscar mais informações sobre o tópico abordado, podendo haver troca de ideias na qual o público pode interromper o palestrante para perguntas durante a apresentação, e não somente ao final como nas conferências.

Também pode haver um moderador no caso de mais de um palestrante.

Ciclo de palestras

Como se pode deduzir pelo nome, é uma série de palestras apresentadas por especialistas no assunto.

Imagem de palestra

Exposição

Exposição pública de algum produto ou resultado de pesquisa a fim de divulgá-lo mais. Pode ocorrer em diferentes formatos e com diferentes aspectos (cultural, artístico, científico, industrial ou técnico)

Feira

Difere-se da exposição por ter intuito mais comercial, exposto normalmente em stands, lembrando a feiras públicas.

Fórum

Os fóruns costumam ser encontros menos técnicos e com a intenção de engajar um público sobre algum problema. Dessa forma, os mediadores têm a função de incitar a manifestação de opiniões diferentes sobre o assunto em debate para que da reunião surta novas ideias e sugestões para contornar, amenizar ou até mesmo solucionar o problema.

Em alguns casos, os fóruns podem ser espaços de conscientização sobre problemas ou alternativas já traçadas para eles, não sendo exclusiva para especialistas e autoridades no assunto em discussão.

Assembleia

É a reunião em que delegações representativas de um grupo discutem temas de interesse dessa categoria. Algumas assembléias ocorrem dentro de congressos a fim de aproveitar a presença dessas autoridades nos temas propóstos.

Plenária

Similar a uma assembléia, porém, aborda apenas um tópico de discussão pelas autoridades da categoria.

Essas são alguns dos eventos científicos e atividades mais comuns, esperamos que este post tenha sido útil para sanar dúvidas.

Caso esteja organizando algum tipo de evento e quiser tecnologias que otimizem o tempo de organização, converse com um de nossos especialistas.

Somos referência em soluções web para a comunicação científica, desde a criação de sites, aplicativos até sistemas para submissão de trabalhos e revisão por pares.

Leia mais:

Fontes:

MENEZES, C. A. Manual de Eventos da UEA: Normas e Procedimentos. Universidade do Estado do Amazonas. Amazonas, 2006

UNICAMP, Eventos acadêmicos e científicos, Campinas, s/d.