Eventos

WTPC: Inscrições e submissões abertas para o World Toxicologic Pathology Congress

Read this text in English here.

A primeira edição com o nome o World Toxicologic Pathology Congress (WTPC) ocorrerá nos dias 21 a 26 de abril de 2018 no anfiteatro do Centro de Difusão Internacional (CDI) da Universidade de São Paulo (USP).

O congresso surgiu de uma iniciativa conjunta de docentes do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP) com a Associação Latinoamericana de Patologia Toxicológica e Experimental (denominada inicialmente como ALAPT e que em 2014 mudou a sigla para ALAPTE) e com a International Federation of Societies of Toxicologic Pathology (IFSTP).

Segundo a organização, a proposta era fazer com que o WTPC unisse debates que já aconteciam em eventos menores que levavam outros nomes, como as Jornadas de Patologia Toxicológicas, organizados pela ALAPTE, e os Simpósios da ALAPT. Ou seja, embora seja a primeira versão WTPC, ele surgiu da união de outros eventos da associação.

Segundo os organizadores, o WTPC 2018 tem o objetivo de apresentar uma visão da Patologia Toxicológica no século 21, por isso, visa trazer perspectivas da Patologia Toxicológica e novidades na área de Patologia no Brasil e América Latina, além de estimular a criação de programas de formação de recursos humanos para graduandos e pós-graduandos desenvolverem modelos experimentais in vitro e in vivo, com tendências atuais para pesquisas científicas.

Para sua primeira edição, serão realizados no WTPC 2018 minicursos, modelos alternativos para estudos toxicológicos, palestras e apresentações de trabalhos em pôsteres.

Um dos destaques do congresso será o “pot-pourri” de casos interessantes de patologia animal e toxicológica apresentado pela Dra. Susan Elmore, patologista toxicológica que trabalha no National Toxicology Program, ela é considerada pelos especialistas da área como um sucesso na Sociedade de Patologia Toxicológica dos Estados Unidos, sendo importante sua presença no Brasil.

A programação completa do evento pode ser visualizada no site oficial do WTPC. Também é possível se inscrever e submeter os trabalhos no sistema de eventos desenvolvido pelo Galoá.

As submissões de trabalhos estão abertas até o dia 15 de março de 2018, contando com os seguintes 25 eixos temáticos:

  1. Adverse Events
  2. Basic and Translational Research
  3. Biosimilars
  4. Cancer and carcinogenesis
  5. Diagnostic pathology
  6. Drug Development and toxicity
  7. Environmental pathology
  8. Epigenetics
  9. Experimental pathology
  10. Fragrance materials
  11. Genomic Analyses
  12. Global Regulatory Perspectives
  13. Hazard Identification
  14. High Throughput Pathology
  15. Immunomodulation
  16. In vitro models 
  17. International Accreditation For Toxicologic Pathologists
  18. Lesions
  19. Medical Devices
  20. Neoplasia and Hyperplasia
  21. Risk Assessment
  22. Risk Communication
  23. Safety Assessments
  24. Tumor Pathology
  25. Use of Animal Models

Também está previsto que haja a premiação “Charles Capen Award” para o melhor pôster apresentado durante o WTPC 2018.

O prêmio oferecido pela Academia Internacional de Patologia Toxicológica permitirá que o pesquisador premiado compareça a uma outra conferência ou reunião da área organizada pela Sociedade de Patologia Toxicológica. Todos os detalhes e regras da premiação de trabalhos podem ser acessadas aqui, no site do evento.

O congresso WTPC 2018 conta com o sistema completo da Galoá para eventos científicos, facilitando a organização do congresso.

As inscrições estão abertas até o dia  21 de abril de 2018.

Não perca tempo e  realize sua inscrição para o World Toxicologic Pathology Congress o quanto antes aqui.

Orçamento sem compromisso!

A nossa equipe está disponível para entender suas demandas e lhe ajudar.

"Por ser um evento mundial de grande porte, com mais de 93 países envolvidos e 2500 trabalhos submetidos, a publicação online é uma maneira prática de divulgação e permite fácil acesso a todos. [...] Ao verificar as publicações dos eventos, achamos muito interessante e útil a forma de trabalho da Plataforma Galoá." WONCA