Anais e Proceedings

TOP 7: Os trabalhos mais visualizados no GEEM 2014

2014 foi o ano que o Grupo de Estudos em Educação Matemática (GEEM) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) completou seus 10 anos e em comemoração, tomou corpo o “I Simpósio de Pesquisa e Extensão em Grupos Colaborativos e Cooperativos” junto com a “I Jornada de Estudos do GEEM: 10 anos”.

A proposta inicial do evento foi promover o debate e compartilhar experiências sobre pesquisas e atividades de extensão na área de ensino da matemática, principalmente sobre conteúdos que poderiam aprimorar a docência dos professores de educação básica.

Com esse objetivo, apesar de haver pesquisas focadas no ensino médio e superior também, o público alvo se expandiu para além de pesquisadores da área, abrindo espaço para professores no geral e demais interessados em educação de matemática.

Isso ocorre porque o GEEM tem como objetivos a formação de professores, principalmente da rede pública, a busca por compreensão da história da matemática e mudanças no setor, além de análise do uso de novas tecnologias nas escolas para tornar as aulas mais interativas.

Os 31 trabalhos aprovados foram divididos em três eixos temáticos:

  • História do Ensino de Matemática: onde se compreendem pesquisas sobre conteúdos, artefatos didáticos e de ensino em grupos culturais ou comunidades.
  • Tecnologia de Informação e Comunicação no Ensino: onde foram contemplados os trabalhos sobre o uso de tecnologias e novos software em educação e ensino nos meios virtuais.
  • Formação de Professores: que analisa as práticas e construção do profissional.

Os trabalhos mais visualizados

Após mais de um ano de sua publicação, reunimos a seguir quais foram os sete trabalhos mais visualizados do GEEM 2014:

1 A matemática escolar no curso colegial na região de Vitória da Conquista - Bahia (1970-1990): interpretações baseadas nas análises de documentos e depoimento de professores
2 Formação de professores: Questões a serem definidas
3 Jogos nas aulas de matemática: Uma forma dinâmica para compreensão de logaritmos
4 Cálculo diferencial e integral: Analisando os fatores que interferem no desempenho dos acadêmicos do curso de matemática da UFAL – Campus de Arapiraca
5 Interação e afetividade em curso Lato Sensu: Traçando vínculos para uma educação a distância
6 Lágrimas & Esperança na Lagoa das Bateias: Sentimentos de um homem que viu o seu sonho ruir esgoto abaixo
7 As contribuições formativas de uma sequência didática para atuação dos pedagogos no ensino da matemática nos anos iniciais

Conhecendo rapidamente os trabalhos mais acessados:

  1. A matemática escolar no curso colegial na região de Vitória da Conquista - Bahia (1970-1990): interpretações baseadas nas análises de documentos e depoimento de professores - A pesquisa faz um resgate histórico sobre as práticas escolares e posturas dos professores dessa região baiana, principalmente após a implantação da Faculdade de Formação de Professores em Vitória da Conquista. Para a análise foram realizadas entrevista e busca de documentos primários, como cadernetas e atas escolares.
  2. Formação de professores: Questões a serem definidas - A pesquisa discute que o processo de formação de professores se apoia em um processo histórico, cultural e socialmente construído. Sendo ressaltado que “a formação não se constrói por acumulação (de cursos, de conhecimentos ou de técnicas), mas sim através de um trabalho de reflexividade crítica sobre as práticas e de (re)construção permanente de uma identidade pessoal. Por isso é tão importante investir a pessoa e dar um estatuto ao saber da experiência” (NÓVOA apud SOARES, 2014).
  3. Jogos nas aulas de matemática: Uma forma dinâmica para compreensão de logaritmos - Ao entender que a educação do ensino médio deve preparar o aluno para a vida como um todo e que o pensamento matemático crítico pode auxiliar, a pesquisa se propôs a avaliar a “Oficina Logaritmos e Terremotos”,em que por meio de jogos, os alunos do 2º ano de ensino médio colocam em prática alguns conteúdos lecionados em aula. A proposta “considera o aluno como sujeito do processo, que seja significativo, que lhe proporcione um ambiente favorável à imaginação, à criação, à reflexão, enfim, à construção e que lhe possibilite um prazer em aprender” (GRANDO apud SANTOS & DE ALMEIDA, 2014).
  4. Cálculo diferencial e integral: Analisando os fatores que interferem no desempenho dos acadêmicos do curso de matemática da UFAL – Campus de Arapiraca - O que motivou esta pesquisa na Universidade Federal de Alagoas foi o alto índice de reprovação na disciplina de cálculo no curso de matemática. Dessa forma se buscou, por meio de censo entre professores e alunos e análise documental, compreender o que pode interferir no desempenho dos graduandos, visto que a disciplina desempenha papel de destaque em diversos campos da ciência básica e aplicada.
  5. Interação e afetividade em curso Lato Sensu: Traçando vínculos para uma educação a distância - A educação a distância é vista, muitas vezes, como uma atividade solitária. Porém, a interação e afetividade em qualquer ambiente é apontado como importantes para trazer a sensação de pertencimento e permanência no grupo. Por isso, as mensagens trocadas entre alunos e professores do curso de Mídias na Educação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) foram avaliadas pelo método qualitativo para entender se nesse curso se cria um ambiente coletivo e colaborativo.
  6. Lágrimas & Esperança na Lagoa das Bateias: Sentimentos de um homem que viu o seu sonho ruir esgoto abaixo - Diferente das outras pesquisas que mantinham foco na educação em matemática, este trabalho analisa, por meio de histórias de vida, o impacto negativo da construção da “Lagoa das Bateias” na cidade de Vitória da Conquista (BA). O interessante é que a pesquisa foi realizada por alunos e professores do ensino fundamental e médio do Colégio Estadual Dr. Orlando Leite, gerando mais debates educativos sobre a preservação ambiental.
  7. As contribuições formativas de uma sequência didática para atuação dos pedagogos no ensino da matemática nos anos iniciais - O trabalho se originou da preocupação sobre a formação e conhecimento dos professores de educação inicial, visto a importância de uma base sólida no letramento matemático. Isso porque segundo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), a cidade de Vitória da Conquista recebeu um índice abaixo das metas projetadas para o país. A pesquisa pretende analisar como melhorar essas práticas educativas com entrevistas semiestruturadas, questionários e memorial descritivo.

Esses foram apenas os sete trabalhos mais visualizados desde que os anais do GEEM 2014 foram publicados na plataforma Galoá. Quer conferir os outros trabalhos? É só buscar na nossa plataforma aqui.