Eventos

Submissão de trabalhos aberta para o Sigera 2017

Se você pesquisa sobre resíduos em agricultura, pecuária, agroindústria  ou áreas afins, não perca tempo! Já estão abertas as submissões de trabalhos para a 5ª edição do Simpósio internacional sobre gerenciamento dos resíduos agropecuários e agroindustriais (Sigera).

Os eixos temáticos para inclusão de seus trabalhos são: tecnologias de tratamento de resíduos; uso de resíduos como fertilizantes; impactos dos resíduos nos sistemas água-solo-ar e planta; produção de energia a partir de resíduos; sistemas de gestão de resíduos.

O prazo final para as submissões são até o dia 16 de dezembro de 2016.

Fique atento e deixe marcado na agenda os dias do evento também, que ocorrerá de 09 a 11 de maio de 2017 em Foz do Iguaçu, no Paraná. O Sigera mantém sua preocupação na qualidade e novidades que se refletem em importantes discussões e colaborações internacionais durante o simpósio, conforme explica o presidente da organização e engenheiro ambiental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Marcelo Bortoli:

“A principal característica que buscamos na concepção do Sigera, que já vem das edições passadas, é a de que não buscamos um evento de grande volume de participantes, mas sim, um simpósio com caráter qualitativo focado nos objetivos de promover o debate científico aprofundado e fortalecer grupos nacionais e a relação desses com grupos internacionais.” - Marcelo Bortoli (UTFPR)

O Sigera conta com diversas atrações para atender a demanda dos congressistas, como três minicursos confirmados com pesquisadores internacionais, cada um com longa experiência em uma área de foco do simpósio.

Para os interessados em agricultura, o minicurso será concedido por Mark Powell do Agricultural Research Service (ARS), vinculado ao departamento de agricultura dos Estados Unidos (USDA), sobre o manejo de nutrientes visando benefícios ambientais e econômicos para produção animal.

Na área de agroindústria o debate será sobre o aproveitamento de resíduos lignocelulósicos (materiais fibrosos de uma planta) para produção de biocombustíveis com Mônica Coca, da Universidade de Valladolid na Espanha.

Já na pecuária as discussões do minicurso se concentraram na biotransformação de resíduos agrícolas, pecuários e agroindustriais com Hans Oechsner, da Universidade de Hohenheim na Alemanha.

Bortoli explica que os participantes também terão oportunidade de dialogar em diversas palestras de nível técnico-científico, além das discussões dos trabalhos orais ou pôsteres, confira aqui a programação completa para os três dias.

Outra novidade para esta edição em relação às anteriores será a premiação dos melhores trabalhos submetidos, além do Sigera continuar sua parceria com a revista Scientia Agricola, vinculada à Universidade de São Paulo, na indicação dos melhores trabalhos para publicação de artigos no periódico que é referência da área, elenca o presidente sobre os papéis do evento para a ciência brasileira:

“O Brasil é um dos principais países produtores de alimentos no mundo, a agricultura, pecuária e agroindústria têm grande importância para a economia do país. Esse protagonismo brasileiro na produção de alimentos traz grandes desafios relacionados aos aspectos ambientais dessas produções. Sendo assim, o Sigera se insere com a expectativa de trazer à tona discussões importantes para a sustentabilidade ambiental das produções agrícola, pecuárias e agroindustriais.” - Marcelo Bortoli (UTFPR)

O Sigera é realizado pela Sociedade Brasileira dos Especialistas em Resíduos nas Produções Agropecuárias e Agroindustrial (Sbera) e utiliza o software do Galoá para submissão de trabalhos, emissão de certificados e construção do site, comenta Bortoli sobre a ferramenta e rápido atendimento do suporte Galoá:

“Na tomada de decisão pela contratação do Galoá foram levados em conta aspectos técnicos, pois já conhecíamos alguns trabalhos realizados pela empresa, bem como os custos acessíveis para o porte do nosso evento. Fora que a relação com a equipe do Galoá tem sido boa. Sempre que solicitadas atualizações, temos sido atendidos dentro de um prazo razoável, tendo em vista cada necessidade e suas especificidades.” - Marcelo Bortoli (UTFPR)

Para saber as orientações para submissão dos trabalhos, confira aqui no site Sigera.

E caso queria conhecer melhor as soluções web do Galoá para seu evento ou revista científica, entre em contato conosco