Eventos

Está chegando o INPP, um encontro mundial entre as ciências humanas e a saúde da mente

A cidade de São Paulo receberá entre os dias 3 e 5 de novembro deste ano o International Network for Psychiatry and Psychology (INPP), um evento internacional que a cada edição ocorre em um país diferente, com a intenção de reunir renomados pesquisadores internacionais das ciências humanas em saúde mental.

No português, o evento recebeu o nome de 18ª Conferência em Filosofia, Psiquiatria e Psicologia, com debates científicos confirmados em dois locais próximos um do outro, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e a Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Ao conversar com o professor doutor e psiquiatra vinculado à Santa Casa e presidente da edição deste ano, Guilherme Messas nos explicou que apesar da conferência levar no nome o termo “filosofia”, as discussões do encontro que reunirá cerca de 350 pesquisadores é mais amplo, perpassando por diversos campos das humanidades, com foco no tema geral Psicopatologia do presente: teoria e prática.

“Psicopatologia aborda a ideia de que o comportamento (ou seja, as ciências humanas) influencia e impacta diretamente na área da saúde mental. Com o encontro, podemos criar essa ponte entre a concepção teórica do tema e as consequências práticas em um evento que recebe apoio de grandes instituições como o Royal College of Psychiatrists britânico, da Associação Psiquiátrica Mundial (a WPA), entre outras. Nós vamos reunir aqui pesquisadores de vários locais como Argentina, Chile, Estados Unidos entre outros países europeus.” - Dr. Guilherme Messas, da Faculdade de Ciências Médicas Santa Casa de São Paulo.

Como tema definido para edição de 2016, o INPP ocorrerá junto com outros dois eventos da área, os II Simpósio Internacional de Psicopatologia Fenomenológica e o IX Simpósio da Sociedade Brasileira de Psicopatologia Fenômeno-Estrutural.

Devido à abrangência do congresso, a organização comunicou que as línguas oficiais são o inglês e o português, sendo que até mesmo o site do INPP é bilíngue, ferramenta facilitada pelo sistema Galoá que suporta mais de um idioma. Nas sessões plenárias também haverá tradução simultâneas, sendo que nas sessões paralelas em português podem haver apresentações em espanhol também.

Diante de toda essa preparação e cuidado, Messas enfatiza a importância do Brasil receber o importante evento científico para a área de psiquiatria e psicologia:

“É uma rara oportunidade para se ter o encontro de tantas pessoas de renome nessa área de vários países do mundo, porque não é um encontro brasileiro feito só aqui, é um evento mundial que vai acontecer agora aqui, no Brasil.” - Dr. Guilherme Messas, da Faculdade de Ciências Médicas Santa Casa de São Paulo.

Entre as personalidades de renome apontadas pelo psiquiátra, o INPP traz referências como Bill Fulford, da University of Oxford, com a palestra “Philosophy and Psychiatry: Past, Present and a Challenge for the Future”, John Sadler, da University of Texas, com o tema “Values-Based Psychiatric Ethic” e Giovanni Stanghellini, da Università degli Studi G. d’Annunzio com a fala sobre “Temporality, emotions and identity in borderline persons”.

Outros importantes conferencistas estão na programação, como Daniela Schneider da Universidade Federal de Santa Catarina, Tudi Gozé da Université de Toulouse e María Inés López-Ibor da Universidade Complutense em Madrid; confira a lista completa dos palestrantes da edição de 2016 aqui.

O INPP também inova na área tecnológicas com os proceedings (anais) eletrônicos, sistema de call for papers e outras ferramentas online desenvolvidas pelo Galoá, além de inaugurar um aplicativo para os congressistas usarem durante o evento.

Messas justificou o investimento como estratégia para agilizar as tarefas da organização e também a experiência do público, “tecnologias que, inclusive, atrai os jovens e facilita o contato para o andamento do congresso”.

Entre os diferenciais do aplicativo, que em breve será lançado para Android e iOS, os congressistas podem acessar toda a programação, resumos dos trabalhos e ainda montar a própria agenda sobre quais atividades da conferência têm mais interesse para serem notificados com antecedência e localização de onde as palestras, mesas e sessões ocorrerão.

“O que mais chamou atenção nas ferramentas do Galoá foi a interface mais amigável, mais fácil de se trabalhar para se divulgar o evento e se comunicar.”, explica Dr. Guilherme Messas.

Despertou interesse pelo evento itinerante sobre saúde mental? Não perca tempo!

Você ainda pode se inscrever no site.